segunda-feira, 13 de abril de 2015

DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO: Saiu edital do concurso: 143 vagas! Remuneração Até R$6.348


Foi divulgado nesta segunda-feira, dia 13, o edital de abertura do concurso para a área de apoio da Defensoria Pública da União (DPU) - veja no anexo abaixo. A demora na liberação do documento resultou ao menos em uma boa novidade: da oferta inicialmente prevista, de 60 oportunidades, estão sendo abertas 143 vagas, mais cadastro de reserva, em cargos dos níveis médio e superior. As inscrições terão início às 10h do dia 22 de abril, no site do Cespe/UnB, organizador, com atendimento aos candidatos até 11 de maio. Haverá também postos presenciais de inscrição, consultados no item 6.3.1 do edital. As taxas são de R$70 (nível médio) e R$100 (funções de grau superior). Os membros de família de baixa renda, inscritos do CadÚnico, podem solicitar a isenção, durante o prazo de inscrições, no site do organizador. O resultado preliminar dos pedidos de isenção será publicado no dia 15 de maio.
 
O cargo de agente administrativo, com oferta de 105 vagas iniciais, é o maior destaque da seleção, pois exige nível médio completo e paga a remuneração inicial de R$3.817,98. Já para os cargos de nível superior, os rendimentos variam de R$5.266,18 a R$6.348,27. Para anailsta técnico administrativo, poderão concorrer graduados em qualquer curso. Haverá também oportunidades para quem tem formação específica, nas funções de arquivista, assistente social, bibliotecário, contador, economista, psicólogo, sociólogo, técnico em assuntos educacionais e técnico em Comunicação Social (Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas). A carga de trabalho é sempre de 40h semanais. Há reserva de vagas a deficientes (5%). Esses candidatos deverão enviar ao organizador, via Sedex, laudo médico (original ou cópia autenticada), até o último dia de inscrições. O concorrente também poderá entregar o documento na sede do Cespe/UnB, em Brasília, em dias úteis, das 8h às 19h. Os deficientes passarão ainda por perícia médica, ainda sem data prevista.
 
A seleção ocorrerá somente por meio de prova objetiva, prevista para 21 de junho, e que será aplicada em todas as 26 capitais, além do Distrito Federal. O exame será composto por 120 questões para o cargo de agente, sendo 70 de Conhecimentos Básicos e 80 de Conhecimentos Específicos. Para as funções de nível superior, haverá 150 questões, sendo 70 de Conhecimentos Básicos e 80 de Específicos. Os candidatos às vagas de 2º grau realizarão a avaliação à tarde, e os concorrentes de 3º grau farão a prova pela manhã. Será considerado aprovado quem conseguir, no mínimo,  dois pontos na prova de Conhecimentos Básicos e três na de Conhecimentos Específicos. A validade inicial do concurso é de um ano, prazo que poderá ser prorrogado uma única vez, e por igual período.
 
Serviço
Inscrições: www.cespe.unb.br/concursos/dpu_15_administrativo
Envio do laudo médico (deficientes): Central de Atendimento do Cespe - Concurso DPU Administrativo 2015 (laudo médico) - Caixa Postal 4488, CEP 70904-970, Brasília/DF.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Aumenta a pressão pela realização do concurso para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

Aumenta a pressão pela realização do concurso para o INSS



Às 10h de ontem, dia 08/04/15, o Plenário da Câmara dos Deputados promoveu uma reunião da comissão geral para debater a Previdência Social, tendo entre os temas a necessidade de concurso para a autarquia.

A cobrança do concurso é justificada pela atual carência de pessoal do instituto e as iminentes aposentadorias.
O instituto solicita 4.730 vagas ao Ministério do Planejamento, sendo 2 mil de técnico do seguro social, de nível médio, 1.580 de analista do seguro social, de nível superior, e 1.150 de perito médico, para graduados em Medicina. Os rendimentos iniciais são de R$4.620,91 para técnico, R$7.504,45 para analista e R$10.559,64 para perito.

A decisão sobre os temas debatidos, entre eles o CONCURSO, deve sair até o dia 27 deste mês.

Quem sonha em conquistar uma vaga no INSS deve estar bem preparado. Por isso, o SOU CONCURSEIRO E VOU PASSAR preparou um super pacote ON-LINE, com todas as disciplinas!


(PACOTÃO) TÉCNICO DO INSS - TODAS AS DISCIPLINAS




E pra quem vier se matricular no curso ONLINE na nossa sede, pagando à vista no dinheiro, ganhará um super desconto de CINQUENTA REAIS no valor do curso!!!


Saia na frente da concorrência.
Estude com quem tem o maior índice de aprovação do mercado!!!

Estamos à disposição!

Fone (92) 3345-1548, whatsapp (92) 98116-3075
Rua Pará, N. 840, sala 2, altos - Vieiralves

terça-feira, 7 de abril de 2015

O Concurso da POLÍCIA CIVIL DO AMAZONAS está no forno e vem com A MAIOR REMUNERAÇÃO DE POLÍCIA CIVIL DO BRASIL!!!

Olá, Concurseiro!

O Concurso da POLÍCIA CIVIL DO AMAZONAS está no forno e vem com A MAIOR REMUNERAÇÃO DE POLÍCIA CIVIL DO BRASIL!!!

                                

Salários que vão de R$ 8.796,65 (Investigador e Escrivão, chegando a R$ 10.995,81 para quem possui pós-graduação) até  R$ 14.700,00 (Inicial de Delegado de Polícia, chegando a R$ 18.375,00 para quem possui pós-graduação)!

Com o lançamento do concurso público da Polícia Civil do Amazonas para o Maio de 2015, segundo anúncio feito recentemente pelo Delegado Geral da Polícia Civil do Amazonas, Dr. Orlando Amaral, o SOU CONCURSEIRO E VOU PASSAR preparou um curso ON-LINE com as principais matérias e com os melhores professores para CARREIRA POLICIAL, sendo que grande parte da equipe trabalha na área como Delegado, Investigador e Perito.
                                



E pra quem vier se matricular no curso ONLINE na nossa sede, pagando à vista no dinheiro, ganhará um super desconto de CINQUENTA REAIS no valor do curso!!!



Saia na frente da concorrência.
Estude com quem tem o maior índice de aprovação do mercado!!!

Estamos à disposição!

Fone (92) 3345-1548, whatsapp (92) 98116-3075
Rua Pará, N. 840, sala 2, altos - Vieiralves

sábado, 4 de abril de 2015

BANCO DO BRASIL: Edital de escriturário pode ser liberado este mês

Arquivo
Chega o mês de abril e com ele a proximidade de realização do concurso de escriturário do Banco do Brasil (BB), que terá o Rio de Janeiro como um dos estados contemplados. É que, conforme diretriz informada pelo diretor de Gestão de Pessoas do BB, Carlos Netto, o edital da seleção será publicado este mês ou em maio. Resta ao interessados, portanto, intensificarem os estudos, a fim de garantirem a aprovação e uma boa classificação para serem admitidos.
 
A diretriz apontada por Netto é a divulgação dos editais três ou quatro meses antes de expirar o prazo de validade do concurso anterior para as mesmas regiões. Nesse caso, a seleção irá vencer em 26 de setembro, o que confirma a previsão informada. Ainda segundo essa diretriz, as provas ocorrerão em julho ou agosto. Oficialmente, o BB informa que prepara o concurso. Entre as definições que ainda precisam ser feitas estão limite de cadastrados e cronograma. A Fundação Cesgranrio já foi definida como organizadora, já que as partes têm um contrato de cinco anos, e a taxa de inscrição poderá ser de R$40, a mesma cobrada no concurso para 15 estados, que está em andamento.
 
Em relação ao limite de aprovados, os interessados podem ter uma ideia de como ele será fixado. Levando em consideração o concurso de 2013 do BB, incluindo o Rio, houve cadastro de 1.365 aprovados, quantitativo que pode aumentar este ano, tendo em vista as Olimpíadas, que, conforme Netto, aquecerão a economia regional. É que, de acordo com o dirigente, será necessário, por conta do evento, ampliar os pontos de atendimento, o que poderá trazer muitas contratações. Os interessados no BB têm à disposição programa e estrutura do concurso e prova, divulgados na seleção para 15 estados, que ajuda bastante no estudo. Os candidatos serão avaliados por meio de 70 questões objetivas e redação.
 
O cargo de escriturário, exige o nível médio e proporciona rendimento inicial de R$3.280, somando salário-base de R$2.227,26, ajuda-alimentação de R$572, vale-refeição de R$431,16 e vale cultura de R$50. O BB proporciona ainda ascensão e desenvolvimento profissional, participação nos lucros ou resultados, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência, plano odontológico assistência médica (planos de saúde), previdência privada e participação no Programa de Qualidade de Vida no Trabalho. 

Além do Rio, o concurso contemplará Amazonas (parte do estado), Espírito Santo, Minas Gerais (parte), Rio Grande do Sul e Santa Catarina (parte). O regime de contratação é o celetista. 

Fonte: folha dirigida. 

quinta-feira, 2 de abril de 2015

DPU: Edital sai nos próximos dias: níveis médio e superior


A Assessoria de Imprensa da Defensoria Pública da União (DPU) informou que o edital do concurso para agente administraivo, de nível médio, e cargos de nível superior da área de apoio do órgão será divulgado nos próximos dias. 

De acordo com a assessoria, o documento passa por ajustes, o que impossibilitou a divulgação dentro do prazo inicialmente previsto, que era até a última terça-feira, dia 31. A expectativa é que a publicação aconteça no início da próxima semana (a partir do dia 6). Tão logo seja publicado, o documento poderá ser conferido aqui no site da FOLHA DIRIGIDA.

A seleção será para pelo menos 60 vagas e formação de cadastro de reserva, para aproveitamento ao longo de até quatro anos (a validade será de dois anos, podendo dobrar), o que traz a perspectiva de muitas contratações. Como já antecipou a DPU, a maior parte das chances será para agente administrativo, cargo com requisito apenas de ensino médio completo e remuneração inicial de R$3.191,02 (incluindo o auxílio-alimentação, de R$373). Para os graduados, haverá oportunidades nos cargos de analista, com requisito de formação superior em qualquer área, além de arquivista, assistente social, bibliotecário, contador, economista, psicólogo, sociólogo, técnico em assuntos educacionais e técnico em Comunicação Social (Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda). Para esses, os iniciais são de R$4.620,82 (também com o auxílio) e em todos os casos, as contratações são pelo regime estatutário, que prevê estabilidade.

A expectativa é de distribuição das chances por todos os estados, além do Distrito Federal. A DPU possui 56 unidades em todo o país, quatro delas no Rio de Janeiro (capital, Niterói, São João de Meriti e Volta Redonda), onde há necessidade de 80 agentes, segundo o defensor-chefe do estado, Romeu César Fontes. E por se tratar de concurso nacional, a tendência é que as provas sejam aplicadas em todas as capitais. As inscrições serão recebidas no site do Cespe/UnB, no prazo a ser informado no edital. A taxa para participar será de R$70 para o nível médio e de R$100 para o nível superior, conforme o extrato de dispensa de licitação para a contratação do organizador.

A Câmara analisa ainda o Projeto de Lei 7.922/14, que prevê o reajuste das remunerações dos cargos da área de apoio da DPU. Caso a proposta seja aprovada sem alterações nos valores, a remuneração inicial passará a ser de R$8.664,49 para os cargos de nível médio e de R$14.323,84 para os de nível superior (já com o auxílio-alimentação, de R$373), cerca de três vezes os valores atuais. O projeto de lei institui o plano de cargos e salários do órgão e cria 2.751 vagas de técnico (nível médio) e analista (superior), para preenchimento gradativo em um período de quatro anos.

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Concurso Público para a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas - 320 Vagas para Nível Médio e Nível Superior

Concurso Público para a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas - 320 Vagas para Nível Médio e Nível Superior


O Secretário de Segurança Pública, Sergio Fontes, acaba de determinar a publicação de Concurso Público para secretaria. Foram abertas 320 vagas de nível médio e superior na Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas. Concurso público lançado pela Fundação Getúlio Vargas no órgão oferta 20 vagas para candidatos com graduação completa e 300 para candidatos com formação de nível médio. Os cargos oferecidos na seleção são de Técnico de Nível Superior e Assistente Operacional e os candidatos nomeados para ambos os cargos terão jornada de trabalho de 30 horas semanais, além dos benefícios da carreira. O edital reserva ainda, 10% das vagas para candidatos portadores de deficiência.
Os salários oferecidos variam de acordo com o cargo, sendo que aprovados para cargos de Nível Superior terão remuneração mensal de R$ 1.285,90 mais gratificação no valor de R$ 1.478,78, totalizando R$ 2.764,00. Já os aprovados aos cargos de Nível Médio receberão R$ 771,54 mensalmente, além de gratificação de R$ 578,65, somando R$ 1.350,00.



sábado, 10 de janeiro de 2015

INSS 2015: Próximo concurso público para Técnico (Nível Médio) terá mais de 4.000 vagas com salário de R$ 5.016,87


O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão deverá se pronunciar oficialmente a respeito do novo concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em breve, provavelmente ainda no primeiro semestre de 2015.. 

O pedido feito ao MPOG inicialmente estipulou um total de 3.080 vagas, mas a solicitação foi refeita e reencaminhada à pasta, desta vez com um total de 4.730 vagas a serem preenchidas. A maioria das oportunidades (2.000) se destina ao cargo de Técnico do Seguro Social (nível médio), enquanto as demais se distribuiriam entre os cargos de Médico Perito (1.150) e Analista do Seguro Social (1.580).

Nossa equipe do Sou Concurseiro e Vou Passar recebeu a informações que provavelmente a AUTORIZAÇÃO seja publicada em ABRIL/2015 e o edital será publicado em JULHO.

Sobre BANCA ORGANIZADORA confirmamos que provavelmente o próximo concurso público será organizado pela Fundação Carlos Chagas, pois o último concurso público do INSS realizado pela FCC foi um sucesso, já a FUNRIO causou uma imensa confusão quando organizou este concurso. Entretanto, cogita-se o CESPE, pois organizou o concurso público do INSS de 2008.

Outro ponto levantado por nossa equipe é que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a partir de 2015, os salários, que já são atrativos, terão um aumento de mais de 10%, informou a assessoria de imprensa do órgão. Para técnico, que exige apenas nível médio, a remuneração passará de R$ 4.400,87 a R$ 5.016,87. Já as funções que necessitam de formação superior apresentarão os seguintes valores: de R$ 6.509,19 a R$ 7.520,12 para analista e de R$ 10.056,80 a R$ 11.225 para perito. Vale ressaltar que nesses vencimentos já está incluído o auxílio-alimentação de R$ 373 e as gratificações.

Com os novos valores de remuneração, tudo indica que a concorrência para este concurso será ainda mais acirrada, por isso, os candidatos já devem aproveitar o tempo para iniciar os estudos. O órgão quer lançar edital com 4.730 vagas no próximo ano. O único empecilho para a realização do certame é a liberação do aval por parte do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

Quer começar seus estudos para o INSS 2015:

Quer uma vaga na área criminalística? Quer ser Perito Criminal? Dicas importantes

A biomédica Cinara Lopes quer seguir a carreira de perita criminal ( Foto: Weudson Ribeiro/Esp. CB/D.A Press ) 

Do Correio Braziliense

Com salários de até R$ 7.648,67, a Polícia Técnico-Científica de Goiás, vinculada à Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), oferece, 460 oportunidades: 60 são para nível fundamental (auxiliar de autópsia) e 400 são para nível superior, nos cargos de médico legista (para graduados em medicina) e perito criminal (para qualquer curso). Com aura de seriados investigativos, as atividades de profissionais da instituição consistem em produzir laudos, analisar cenas de delitos, coletar evidências, apurar causas e emitir pareceres. Engana-se, porém, quem pensa que a profissão é glamourosa como na tevê. É o que diz o policial civil e papiloscopista aposentado Milton Sabino, 54 anos. Embora gratificante, a área demanda extrema dedicação. “De grande importância, a datiloscopia, a perícia criminal e a medicina legal são pilares da ação investigativa. Ao tomar uma decisão, o juiz relaciona provas dos três ramos que, apesar de similares, são independentes. Portanto, isso demanda do futuro agente alto nível de discernimento, profissionalismo e responsabilidade”, revela.



Prova extensa
As inscrições terminaram em 24 de dezembro, e sobra pouco tempo de preparação para as provas, marcadas para 8 de fevereiro. Hérico Avohai, professor de física do Instituto de Estudos Farmacêuticos (Ifar) aconselha organização nesta reta final. “Apesar de contar com poucas questões, a prova tende a ser extensa. Mais do que bagagem de conhecimentos, exige do candidato também um preparo físico”, aponta. O certame é organização pela Fundação Universa (Funiversa), e candidatos acostumados com o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) precisam ficar atentos. “As provas da Funiversa são bem contextualizadas e cobram alto nível interpretativo, diferentemente do Cespe, que apresenta textos mais pontuais e não exige uma leitura tão a fundo para responder as questões”, compara Hérico Avohai.

Para o cargo de auxiliar de autópsia, a prova é objetiva com 60 questões sobre português, matemática, informática, legislação aplicada à perícia, segurança do trabalho, ciências e realidade étnica, social, histórica, geográfica, cultural, política e econômica de Goiás e do Brasil. Para a função de médico legista, além de prova objetiva com 60 questões (português, informática, raciocínio lógico, direito, segurança do trabalho, criminalística, medicina legal e realidade étnica, social, histórica, geográfica, cultural, política e econômica de Goiás e do Brasil), os candidatos passarão por prova dissertativa. Os candidatos a perito criminal também resolverão 60 itens (português, direito, segurança do trabalho, medicina legal, criminalística, biologia, ecologia e meio ambiente, física, química, química inorgânica, matemática, contabilidade e realidade étnica, social, histórica, geográfica, cultural, política e econômica de Goiás e do Brasil) e a dissertação. Os concorrentes com deficiência passarão ainda por avaliação com equipe multiprofissional para provarem que podem exercer a função.

A prova discursiva, somente para os cargos de nível superior, consiste na elaboração de um texto dissertativo de, no máximo, 30 linhas sobre tema escolhido pela banca examinadora. Aqueles que pleiteiam as vagas de perito criminal devem conhecer os procedimentos de mecânica aplicada aos movimentos, já que grande parte das atividades desenvolvidas pelo profissional da área está ligada aos acidentes de trânsito, especula Hérico. O especialista aponta a possibilidade de o tema ser cobrado na redação para o cargo. “Tem sido assunto recorrente nos concursos para funções do tipo. Dominar conceitos acerca de balística, defeitos de projéteis e seus impactos posteriores podem fazer a diferença. O candidato que conseguir revisar esses tópicos estará em vantagem”, diz.


Exame multidisciplinar

O perito e criminalista Laécio Carneiro Rodrigues, professor de criminalística do Ifar, ressalta que o concurso abrange diversos ramos do conhecimento. Segundo ele, para sair-se bem, o candidato ao cargo de auxiliar de autópsia precisa ter noção multidisciplinar acerca dos conteúdos cobrados no edital A dica é agir com coerência na elaboração do plano de estudos. “Gerir o tempo gasto durante a preparação é uma dificuldade enfrentada por muitos que pleiteiam as vagas. A banca exige alto nível de conhecimento, e o candidato dispõe de pouco tempo para responder as questões, apenas 4h30. A atenção deve ser redobrada na prova dissertativa, que tem peso alto para a colocação dos aprovados”, alerta.



Por um futuro melhor

Biomédica na Secretaria de Educação do Distrito Federal, Cinara Lopes, 34 anos, se prepara para o concurso desde 2009 e tem um sonho antigo de ser perita criminal. Influenciada pelo pai, militar, a candidata fez outros concursos do tipo, como o da Polícia Civil de Tocantins. Para garantir a vaga desta vez, Cinara aposta nas questões de direito e de medicina legal, matérias que considera fáceis. “O problema aparece nas questões de física. Tenho dado atenção especial às disciplinas em que encontro dificuldade, como português, já que as provas da Funiversa costumam ser extensas e cansativas”, conta.




Passe bem / Criminologia e medicina legal -  Sobre a criminologia, é correto afirmar que

(A) ela não é considerada uma ciência para a maior parte dos autores.

(B) tal conhecimento encontra-se inteiramente subordinado ao direito penal.

(C) ocupa-se do estudo do delito e do delinquente, mas não se ocupa do estudo da vítima e do controle social, uma vez que tal assunto constitui objeto de interesse da sociologia.

(D) ocupa-se do estudo do delito e do controle social, mas não se ocupa do estudo do delinquente e da vítima, uma vez que tal assunto constitui objeto de estudo da psicologia. 
(E) constitui um campo fértil de pesquisas para psiquiatras, psicólogos, sociólogos, antropólogos e juristas.



Comentário:
Opções A e B estão erradas: criminologia é ciência e não se vincula ao direito penal. Ela atua no campo do ser, enquanto o direito penal atua no campo normativo (dever ser). Opções C e D também estão erradas: a criminologia estuda o delito, o delinquente, a vítima e o controle social. Portanto, a opção correta é a letra E.



Questão retirada da prova para perito criminal da Polícia Civil de São Paulo (2013), comentada pelo professor Paulo Coen, do Ponto dos Concursos.