sexta-feira, 24 de março de 2017

Edital na praça: concurso POLITEC/MT - Papiloscopista e Técnico em Necropsia


Saiu o edital do Concurso Politec MT, para a os cargos de Papiloscopista e Técnico em Necropsia da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Mato Grosso (Sesp-MT). A seleção é para formação de cadastro de reserva. 
Para os dois cargos, a escolaridade mínima exigida é o ensino superior completo em qualquer área. Aremuneração inicial varia de acordo com a jornada de trabalho: os profissionais de 30 horas ganham R$2.898,11 e os de 40 horas recebem R$3.864,16.
As inscrições começam no próximo dia 27 de março e o prazo vai até 19 de abril. Só é possível se inscrever pela internet, no site da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), organizadora do concurso. A taxa de inscrição é de R$120 e poderá ser paga até 20 de abril em qualquer agência bancária.  A relação definitiva das inscrições será divulgada no dia 10 de maio.

Serão cobradas as seguinte matérias:

CONHECIMENTOS GERAIS PARA OS DOIS CARGOS:

Português
Raciocínio Lógico
História e Geografia de Mato Grosso e Atualidades
Legislação, Ética e Filosofia
Noções de Informática

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA PAPILOSCOPISTA

Biologia (8 questões) 
Física (8 questões) 
Química (8 questões)
Arquivologia (8 questões) 
Noções de Identificação (8 questões) 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA TÉCNICO EM NECROPSIA

I) (20 questões) Anatomia e fisiologia humanas (órgãos, estruturas e funções) dos sistemas esquelético (ósteo circulatório, respiratório, digestório, reprodutor, urinário, endócrino e tegumentar. 

II) (20 questões) 1. As bases da necropsia forense: Conceito; Finalidades; Indicações; Instrumental; Técnicas; Planos, eixos, cortes, linhas de orientação e divisões anatômicas do corpo humano; órgãos do cadáver em fetos, recém armazenamento de tecidos e fluidos do cadáver; Cadeia de custódia da prova; Normas de biossegurança em necropsia. 2. Traumatologia forense: morte produzida por agentes mecânicos, f mistos. 3. Tanatologia forense: Conceito; Fenomenologia cadavérica; Estimativa do tempo de morte; 4.Legislação (artigos 121, 122, 123, 210, 211 e 212 do Código Penal e artigos 158 a 170 do Código de Processo Penal).  

Mais uma excelente oportunidade de você ingressar no serviço público.

Bons estudos e forte abraço!!!

Prof Vinícius escura

quinta-feira, 23 de março de 2017

Terceirização e concursos públicos - vamos deixar de lado a emoção???

Olá pessoal, tudo bem? Aqui é o Prof. Vinícius Nascimento. Hoje quero conversar com vocês sobre a terceirização e os concursos públicos!!!

Ontem foi aprovado o projeto de lei 4.302/98 que traz a temida terceirização. Um grande debate sobre esse projeto envolve nossa rotina: concursos públicos!!!

ENTENDENDO O PROJETO!!
O projeto de lei nº 4.302/98 dispõe sobre as relações de trabalho na empresa de trabalho temporário na empresa de prestação de serviços a terceiros e dá outras providências. Portanto, o que temos é a regulação de uma prática muito adotada, inclusive no setor público, que é a contratação de mão de obra através de empresas, e não diretamente com o trabalhador.

QUEM PODE TERCEIRIZAR MÃO DE OBRA?
Capitulo I
DA EMPRESA DE TRABALHO TEMPORÁRIO
Art. 3º Compreende-se como empresa tomadora de serviços ou cliente a pessoa física ou jurídica, urbana ou rural, que celebrar contrato com empresa de trabalho temporário, objetivando atender a necessidade transitória de substituição de seu pessoal regular e permanente, não decorrente de greve, a demanda extraordinária de serviços ou a necessidade decorrente de variações estacionais da atividade agrária.
Parágrafo único. Considera-se extraordinária a demanda de serviços oriunda de fatores imprevisívies ou aquela derivada de fatores cuja ocorrência, embora previsível, seja intermitente ou períodica em escala anual.
Muito bem pessoal, esse é o texto de quem poderá contratar a terceirização (grifo meu). O que podemos ver é que NÃO CONSTA COMO TOMADOR DE SERVIÇO A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Aí você pode me indagar: "mas Vinícius, a Administração Pública é pessoa jurídica!".
Concordo com você, acontece que temos uma REGRA CONSTITUCIONAL que está no art. 37, inciso II:
Art. 37 (...)
II - a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração
Mais uma vez que grifei uma parte importante: cargo e emprego somente mediante concurso público. 

A única exceção é para CARGOS de livre nomeação e exoneração, os famosos comissionados.
Não há o que se discutir aqui pessoal. A CONSTITUIÇÃO OBRIGA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A FAZER CONCURSO PARA CARGOS E EMPREGOS PÚBLICOS, SALVO OS CARGOS COMISSIONADOS.

Muito se discute sobre a possibilidade de aplicação dessa lei às Estatais (Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista). Pela leitura da lei e da CF/88, não vejo motivos para alarde, uma vez que esses empregados SOMENTE podem ser admitidos mediante CONCURSO PÚBLICO.

NÃO SOU EU OU O SCVP QUEM ESTÁ DIZENDO ISSO, É A CONSTITUIÇÃO FEDERAL!!!!

Portanto pessoal, não é "papo de cursinho". O SCVP é uma empresa com fins lucrativos sim, mas não tem a mínima vontade de enganar seus alunos e NENHUM PROFESSOR é irresponsável de trazer uma informação sem fundamento.

Para você que acha que estamos errados, só digo uma coisa: não estude mais!!! Seus concorrentes vão agradecer!

Temos previsões de nomeações em 2017, inclusive autorização na LDO de 2017 de vagas não providas em 2015 e 2016!!!

Ahhh Vinícius, você está doido, o governo anunciou um corte de R$ 58 Bilhões ontem!!!!

O corte de 58 bi afetará, basicamente, o Poder Executivo e não os demais, muito menos os órgãos independentes (MPU, TCU e DPU).

Eu espero, sinceramente que você não deixe de estudar. A Administração Pública não pode ficar sem pessoal, caso contrário, o serviço público entraria em colapso!!! Acredite que os editais vão sair e teremos concursos. 

NÃO SERÁ UMA MONTANHA DE VAGAS, MAS ELAS VÃO CONTINUAR SAINDO!!!!!!

Nos últimos 3 anos foi assim, e em 2017 não será diferente!!!!

É isso pessoal.

A mensagem é: o número de vagas será menor, mas isso não quer dizer o fim dos concursos!! Quem estiver preparado, vai tomar posse e será servidor!!

Um forte abraço e bons estudos!!!
Prof Vinícius escura

quarta-feira, 22 de março de 2017

TRF 1a REGIÃO - DEFINIDA A COMISSÃO ORGANIZADORA

O órgão estima que 123.000 candidatos se inscrevam para funções de Analista. Para Técnico, de nível médio, a estimativa é de 177 mil candidatos pagantes inscritos. As taxas de inscrição serão de R$ 87, R$ 105 ou R$ 239. A previsão total de de arrecadação é de R$ 30.704.000,00. 


A comissão do concurso TRF 1, criada pela Portaria Diges trabalha na elaboração de todos os detalhes da nova seleção, que proverá vagas para os postos de técnico e analista judiciário, de nível médio e superior, respectivamente. A comissão é composta por seis membros,  e um suplente, que ficará encarregado de substituir o presidente em suas ausências.


Tudo indica que a seleção deverá contar com os mesmos cargos da última, realizada em 2011 pela Fundação Carlos Chagas (FCC). Na ocasião, foram oferecidas vagas para formação de cadastro de reserva nos cargos de analista e técnico judiciários.


As vagas foram preenchidas nas Seções Judiciárias dos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantis, além do Distrito Federal.

Para analista judiciário houve vagas nas especialidades judiciária e execução de mandados, para quem tem curso superior em direito; administrativa, destinada a formados em qualquer área; e apoio especializado – contadoria, que requer nível superior em ciências contábeis. Os iniciais eram de R$ 6.551,52.


Os postos de técnico judiciário foram ocupados por candidatos com ensino médio completo. As áreas eram administrativa, operação de computadores e segurança e transporte, o último exigia carteira de habilitação nas categorias “C” ou “D”.


ESTUDE COM A MELHOR EQUIPE DE PROFESSORES PARA O TRF 1

http://souconcurseiroevoupassar.com


segunda-feira, 20 de março de 2017

Saiuuuuuuu edital Polícia Civil do Acre!!!!!!


Olá concurseiro (a)!! Foi publicado nessa segunda feira - 20/03 - o edital do concurso da Polícia Civil do Acre!!!

São ofertadas um total de 250 vagas para os seguintes cargos:

 - 176 vagas para Agente de Polícia
 - 18 vagas para Delegado
 - 36 vagas para Escrivão
 - 20 vagas para Auxiliar de Necropsia

Para o cargo de Delegado é exige a formação em Direito e também 3 anos (no mínimo) de atividade jurídica ou policial. Já para os demais cargos é exigido o nível superior em qualquer áreas reconhecido pelo MEC.

O vencimento para Delegado é de R$ 15.378,00. Já para os demais cargos a remuneração é de R$ 3.007,78.

O concurso será composto de 3 etapas:

1) Provas objetivas, discursivas e títulos;
2) Prova de aptidão física, exame psicotécnico, exame médico e toxicológico, investigação criminal e social e prova prática e digitação (somente para Escrivão); e
3) Curso de Formação.

As provas objetivas serão sobre os seguinte tópicos:



A inscrição deverá ser feita entre os dias 21/03 e 16/04 pelo site da banca (www.ibade.org.br). As provas serão aplicadas no dia 07/05!!
 


sábado, 29 de outubro de 2016

Por que não me lembro das coisas que acabei de estudar?

Por que não me lembro das coisas que acabei de estudar?


🔍A resposta é simples, você não está estudando corretamente. 


📝"É preciso saber estudar".📝 


☑️ Na realidade você deve conciliar 3 coisas de forma rotineira na sua vida como concurseiro: ESTUDO, REVISÃO e EXERCÍCIOS. 🔝🔝🔝 


☑️ Todo assunto deve ser estudado com calma, ser revisto e principalmente exercitado, somente com este ciclo você conseguirá colocar as informações estudadas em sua memória de média ou longa duração. 


☑️ Resumos, esquemas, macetes de ligação mnemônica e mapas ajudam muito na assimilação do conteúdo. 


Bons Estudos. 


🎯 Htpp://souconcurseiroevoupassar.com

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Concurso Polícia Federal – Nível Médio: Carência chega a 5.300 servidores! Inicial de R$ 4.270,77!



De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Penapef), Luis Antônio de Araújo Boudens, a Polícia Federal conta  hoje com um déficit de 13.300 servidores. Desse quantitativo, 5.300 são servidores administrativos, cargo de Agente Administrativo, cujo requisito é de nível médio completo.

Ainda de acordo com Luis, “No FBI, por exemplo, para cada policial existem de seis a sete administrativos. No Brasil é o contrário. Em 2004 o efetivo cresceu, mas depois não foram feitos novos concursos e a PF passou a terceirizar as ações em aeroportos, o que não deu certo. Acabaram as terceirizações, mas não foram repostos os administrativos. Hoje, nosso quadro de administrativos é menor do que o de 2004, ao passo que as atribuições da PF aumentaram”, frisou.

Trâmite na Câmara

O Projeto de Lei 4.253, de autoria do Poder Executivo, foi aprovado. A PL cria vagas para cargos de vários órgãos federais que deverão ser preenchidas por meio de concurso público. A proposta conta com 683 vagas na Polícia Federal (PF), todas na área de apoio, cargo de Agente Administrativo (Nível Médio). No último dia 29/07/2016, tal Projeto de Lei foi transformado na Lei Ordinária 13328/2016.

A suspensão de concursos anunciada pelo governo federal não deve atrapalhar a abertura de novo concurso. O que reforça a ideia ainda, é o histórico do concurso. Em anos anteriores, mesmo com a suspensão de concursos, órgãos de segurança pública, saúde e educação ficaram isentos das medidas fiscais para reajuste das contas públicas. Além disso, o decreto nº 8.326, garante que a Polícia Federal não necessita mais de autorização do Planejamento para realizar concursos. Entretanto, o MPOG precisa confirmar a existência de verba para o preenchimento das vagas.

Nos últimos seis, sete anos, quatro mil policiais deixaram o departamento em virtude de aposentadoria ou outros motivos, sem que esse quantitativo tenha sido reposto. E com o encolhimento do quadro, vem a sobrecarga. “Temos colegas trabalhando 12 por 12 horas nas fronteiras, porque não tem efetivo”, relatou. Para O sindicalista, os reflexos de um efetivo maior poderiam ser sentidos até mesmo na Operação Lava-Jato, cujos especialistas não conseguem estimar um fim, tamanho o alcance dos esquemas criminosos. “Já teria solução, com a condenação ou não dos envolvidos. O processo é lento porque tem 30, 40 pessoas trabalhando em uma operação de uma grandeza, de uma magnitude dessas.


O último concurso da Polícia Federal para Agente Administrativo foi realizado em 2013. Na ocasião, o órgão abriu 566 vagas na área administrativa. O cargo exige nível médio, e tem atualmente salário inicial de R$ 4.270,77. O certame será válido até junho de 2018.



quinta-feira, 6 de outubro de 2016

(NOTÍCIA BOOOOOMBÁSTICA) Confirmada a FCC como banca organizadora do concurso público do TRT da 11a Região



(NOTÍCIA BOOOOOMBÁSTICA) Confirmada a FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS como banca organizadora do concurso público do Tribunal Regional do Trabalho da 11a Região - Amazonas e Roraima.



Foi publicado edital de dispensa de licitação no dia 03/10/2016. Edital será publicado nas próximas semanas e as provas provavelmente serão aplicadas em janeiro/fevereiro de 2017.

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Polêmica sobre Concursos Públicos para Tribunais Regionais do Trabalho




Concursos Públicos para cargos existentes na Justiça do Trabalho estão mantidos. A decisão do Tribunal Superior do Trabalho se refere apenas para projetos para criação de novos cargos públicos.

Acompanhe a Notícia do TST no link abaixo que foi divulgado no site do G1. Observe que a decisão do TST se refere apenas a novos cargos públicos, então concurseiros CONTINUEM ESTUDANDO.



terça-feira, 4 de outubro de 2016

Concurso Receita Federal: Reajuste que fará salário passar para R$24mil tem avanços na Câmara!


Boa notícia para os interessados que desejam concorrer a uma das vagas no concurso da Receita Federal. Acontece que, o projeto de lei (PL) que propõe aumento salarial para auditor-fiscal e analista tributário de maneira escalonada até 2019, recebeu avanços na Câmara dos Deputados.

Ainda no mês de agosto, mais precisamente no dia 22, uma Comissão Especial foi constituída, tendo missão de analisar a PL 5864/2016. Neste mês (setembro), serão realizadas nada menos que cinco sessões para avaliar possíveis emendas do projeto, antes de ser votado em plenário. Se aprovado, o projeto seguirá para sanção presidencial.

Entenda o reajuste

Como é hoje: O salário inicial de Analista da Receita Federal chega a R$ 9.714,42, enquanto os auditores fazem jus a remuneração de R$ 16.201,64. Em ambos os casos, já está incluso o auxílio-alimentação de R$ 458.

Como ficará (caso aprovado): Se aprovado, os salários chegarão a R$ 10.623,92 para analista e R$ 18.754,20 para auditor. Mas até 2019, os ganhos sofrerão aumentos. Veja:

Analista em 2017, 2018 e 2019, respectivamente: R$ 11.132,21; R$ 11.639,24; e R$ 12.142,39.

Auditor em 2017, 2018 e 2019, respectivamente:R $ 19.669,01; R$ 20.581,53; e R$ 21.487,09.

Solicitação

A Receita Federal chegou a fazer neste primeiro semestre de 2016, um pedido junto ao Ministério do Planejamento de 1.000 vagas, sendo 400 para Auditor Fiscal e o restante, 600, para Analista Tributário. Nos dois casos, a formação de nível superior em qualquer área será exigida. A contratação será sob regime estatutário, o que garante a estabilidade empregatícia.


Um dos argumentos utilizados pelo órgão é o potencial de arrecadação que um servidor pode obter. De acordo com estudos realizados pela própria receita, cada Auditor da Receita lançou em média o valor 52,9 milhões de reais no ano de 2015. O aumento no quadro de servidores irá, por consequência, potencializar a elevação da arrecadação federal.