sábado, 30 de agosto de 2014

Manaus Previdência assina contrato com a FCC para realização de concurso - Edital será publicado em OUTUBRO


Magaldi prevê publicação de edital em outubro (Foto: Marcia Claudia Senna/Manaus Previdência)

A Manaus Previdência encaminhou ao Diário Oficial do Município (DOM) nesta sexta-feira, 29, o extrato do contrato com a Fundação Carlos Chagas (FCC)para a realização do primeiro concurso da autarquia. O contrato foi assinado esta semana e ficou definida a disponibilização de aproximadamente 65 vagas para cargos efetivos, entre níveis médio e superior. “Contrato assinado e o extrato publicado no DOM, a próxima etapa é a instituição elaborar o cronograma de realização do concurso. Nossa expectativa é a de que o edital seja lançado em outubro”, informou o diretor-presidente da previdência municipal, Marcelo Magaldi.

A lisura do processo sempre foi uma das preocupações da direção da Manaus Previdência, destaca Magaldi, o que levou a autarquia a optar pela Fundação Carlos Chagas para a realização do certame, pela sua experiência no mercado e ilibada reputação na área. “A Carlos Chagas é uma instituição nacional, qualificada, uma das melhores na área de concursos. Então, optamos pela instituição para que o concurso saia sem nenhum problema, da forma mais correta possível”.

A realização do concurso atende ao artigo 27 da Lei nº 1.803/2013 – que criou a Manaus Previdência -, que trata sobre a composição do quadro de pessoal do órgão, criando a carreira previdenciária. Os novos servidores – que cumprirão uma jornada de 40 horas semanais, de segunda a sexta-feira – encontrarão uma autarquia integrante da administração indireta da Prefeitura de Manaus, vinculada, para fins de controle finalístico, à Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef). Sua estrutura organizacional é composta por cinco órgãos: os Superiores Colegiados de Gestão Deliberativa; os de Administração Superior; os de Assessoramento Direto; o Colegiado Consultivo e de Fiscalização; e o Colegiado de Procedimento Administrativo Seletivo.

A previdência municipal foi criada em 2005, como Fundo Único de Previdência do Município de Manaus (Manausprev), com a finalidade de gerir o Regime Próprio de Previdência do Município de Manaus, garantindo os benefícios previdenciários aos segurados e dependentes. Era uma instituição paraadministrativa, com natureza jurídica de serviço social autônomo. Sucedeu o Instituto Municipal de Previdência e Assistência Social (Impas), extinto devido a uma norma de abrangência nacional, com o Governo Federal determinando que os serviços previdenciários fossem realizados separadamente dos serviços de saúde. Com a extinção do Impas, a Prefeitura criou órgãos específicos para a saúde e a previdência do servidor.


quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Confirmado concurso público para ManausPrev. Edital será publicado nos próximos dias.



O diretor presidente da Manaus Previdência (ManausPrev), Edson Nogueira Fernandes Júnior, informou, por meio da assessoria de imprensa da autarquia, que o edital do concurso público para preenchimento de 66 vagas, sendo 33 para cargos com exigência de ensino médio e 33 para nível superior, já está praticamente pronto. Ele explica que o trabalho da equipe responsável pela realização do concurso já está encerrado e agora está sendo montada uma nova equipe, com o objetivo de fiscalizar o andamento da seleção.

Ressalta, ainda, que a banca organizadora será a FCC - FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS.

Para os cargos de ensino médio, a remuneração inicial é de R$ 4 mil e para as de nível superior, R$ 6 mil, todos com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Quem possui ensino médio ou médio com formação técnica poderá concorrer ao cargo de técnico previdenciário nas áreas administrativa (30 vagas) e de informática (3). Para nível superior, as opções serão para o cargo de procurador autárquico, para quem possui formação em direito (7 vagas) e analista previdenciário nas áreas administrativa (6), contabilidade (3), economia (3), administração (2), ciências atuariais (1), serviço social (2), psicologia (1), jornalismo (1), arquivologia (2), enfermagem (2) e tecnologia da informação (3).

Para a carreira de técnico na área administrativa, que conta com maior número de vagas, de acordo com a lei 1.803, de 29 de novembro de 2013, que cria a Manaus Previdência, as atribuições corresponderão a atividades de atendimento ao público, fornecendo informação e orientação aos segurandos e usuários, proceder no reconhecimento inicial, manutenção, recurso e revisão de direitos de benefícios assegurados pela autarquia e realizar atividades de suporte a apoio técnico especializado às atividades de competência da Manaus Previdência.

As contratações serão feitas de acordo com o regime estatutário.

Com a transformação em autarquia, a ManausPrev passa a fazer parte da administração indireta da prefeitura, vinculando-se à Secretaria Municipal de Finanças ,Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef).

A Manaus Previdência é responsável pela garantia de benefícios previdenciários aos segurados e dependentes do Sistema de Previdência Municipal. Existe desde 2005, quando foi criada pela lei 870, com a finalidade de gerir o regime próprio de previdência municipal, com o objetivo de garantir os benefícios previdenciários aos segurados do sistema de previdência municipal.

 CURSO ON-LINE COMPLETO PARA MANAUSPREV COM A MAIOR CARGA HORÁRIA E COM OS MELHORES PROFESSORES

Com a publicação do edital todo o curso será atualizado em conformidade com o conteúdo programático. Estude com antecedência. Saia na frente da concorrência.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

INSS: concurso público confirmado ainda em 2014



Nesta terça-feira, dia 26, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) se reunirá com a Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social (Anasps), para avaliar o novo pedido de concurso feito ao Ministério do Planejamento. 

O presidente da Anasps, Alexandre Barreto, informou que ainda está analisando a nova solicitação, para saber se houve uma divisão correta do número de vagas pelos cargos. 

Segundo Alexandre, o fato do acréscimo de vagas ter ocorrido nas funções de analista e perito médico, não havendo aumento na de técnico, pode não resolver o atual problema de pessoal da autarquia, já que o último cargo é o que tem mais necessidade. 

As partes irão se reunir para debater o assunto com a maior urgência e acelerar todo o procedimento para viabilizar a publicação do edital ainda em 2014.


sexta-feira, 22 de agosto de 2014

DICAS FINAIS DE LEGISLAÇÃO DO SUS

Olá Concurseiros, vai fazer a prova da Secretaria Estadual do Estado do Amazonas no próximo domingo (23/08), então não deixe de conferir estas dicas finais:

domingo, 17 de agosto de 2014

CONFIRMADO CONCURSO PÚBLICO DA MANAUSPREV - A FCC SERÁ A RESPONSÁVEL PELO CERTAME


Mais um passo para a realização do concurso que será promovido pela Manaus Previdência (Manausprev), no Amazonas. A banca organizadora já está definida e será a Fundação Carlos Chagas. Com isto, os últimos procedimentos podem ser realizados nos próximos dias, para que seja mantida a intenção de publicar o edital de abertura de inscrições no decorrer de agosto.

A oferta será de 66 vagas, sendo 33 para cargos com exigência de ensino médio e 33 para nível superior. Para os cargos de nível médio, a remuneração inicial é de R$ 4 mil e para as de nível superior, R$ 6 mil, todos com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Quem possui ensino médio com formação específica poderá concorrer aos cargos de técnico previdenciário nas áreas administrativa (30 vagas) e de informática (3). Para nível superior, as opções serão para o cargo de procurador autárquico, para quem possui formação em direito (7 vagas), e analista previdenciário nas áreas administrativa (6), contabilidade (3), economia (3), administração (2), ciências atuariais (1), serviço social (2), psicologia (1), jornalismo (1), arquivologia (2), enfermagem (2) e tecnologia da informação (3).

Para a carreira de técnico na área administrativa, que conta com maior número de vagas, de acordo com a lei 1.803, de 28 de novembro de 2013, que cria a Manaus Previdência, as atribuições correspondem a atividades de atendimento ao público, fornecendo informações e orientação aos segurandos e usuários, proceder no reconhecimento inicial, manutenção, recursos e revisão de direitos e benefícios assegurados pela autarquia e realizar atividades de suporte técnico especializado e atividades de competências da Manaus Previdência.

As contratações serão feitas de acordo com o regime estatutário.

A Manaus Previdência é responsável pela garantia de benefícios previdenciários aos segurados e dependentes do Sistema de Previdência Municipal. Existe desde 2005, quando foi criada pela lei 870, com o objetivo de garantir os benefícios previdenciários aos segurados do sistema de previdência municipal.

A partir de 2013 foi transformada em autarquia, passando a fazer parte da administração indireta da prefeitura, vinculando-se à Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef).

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

INSS: Conteúdo programático do último concurso

Conteúdo programático do concurso para Técnico do Seguro Social realizado em 2012

ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO: Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal: Decreto n.o 1.171/94 e Decreto 6.029/07. 

REGIME JURÍDICO ÚNICO: Lei 8.112/90 e alterações posteriores, direitos e deveres do Servidor Público. O servidor público como agente de desenvolvimento social; Saúde e Qualidade de Vida no Serviço Público. 

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL: 1 Direitos e deveres fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade; direitos sociais; nacionalidade; cidadania; garantias constitucionais individuais; garantias dos direitos coletivos, sociais e políticos. 2 Da Administração Pública (artigos de 37 a 41, capítulo VII, Constituição Federal). 

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO: 1 Estado, governo e administração pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios. 2 Direito Administrativo: conceito, fontes e princípios. 3 Organização administrativa da União; administração direta e indireta. 4 Agentes públicos: espécies e classificação; poderes, deveres e prerrogativas; cargo, emprego e função públicos; regime jurídico único: provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição; direitos e vantagens; regime disciplinar; responsabilidade civil, criminal e administrativa. 5 Poderes administrativos: poder hierárquico; poder disciplinar; poder regulamentar; poder de polícia; uso e abuso do poder. 6 Ato administrativo: validade, eficácia; atributos; extinção, desfazimento e sanatória; classificação, espécies e exteriorização; vinculação e discricionariedade. 7 Serviços Públicos; conceito, classificação, regulamentação e controle; forma, meios e requisitos; delegação: concessão, permissão, autorização. 8 Controle e responsabilização da administração: controle administrativo; controle judicial; controle legislativo; responsabilidade civil do Estado. Lei nº. 8.429/92 e alterações posteriores (dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função da administração pública direta, indireta ou fundacional e dá outras providências). 9 Lei n°9.784/99 e alterações posteriores (Lei do Processo Administrativo). 

LÍNGUA PORTUGUESA: 1 Compreensão e interpretação de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego das classes de palavras. 6 Emprego do sinal indicativo de crase. 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Regências nominal e verbal. 11 Significação das palavras. 12 Redação de correspondências oficiais. 

RACIOCÍNIO LÓGICO: 1 Conceitos básicos de raciocínio lógico: proposições; valores lógicos das proposições; sentenças abertas; número de linhas da tabela verdade; conectivos; proposições simples; proposições compostas. 2 Tautologia. 3 Operação com conjuntos. 4 Cálculos com porcentagens. 

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 1 Conceitos de Internet e intranet. 2 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e à intranet. 3 Conceitos e modos de utilização de ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa. 4 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática. 5 Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações. 6 Conceitos e modos de utilização de sistemas operacionais Windows e Linux. 

DIREITO PREVIDENCIÁRIO: 1 Seguridade Social. 1.1 Origem e evolução legislativa no Brasil. 1.2 Conceituação. 1.3 Organização e princípios constitucionais. 2 Legislação Previdenciária. 2.1 Conteúdo, fontes, autonomia. 2.3 Aplicação das normas previdenciárias. 2.3.1 Vigência, hierarquia, interpretação e integração. 3 Regime Geral de Previdência Social. 3.1 Segurados obrigatórios, 3.2 Filiação e inscrição. 3.3 Conceito, características e abrangência: empregado, empregado doméstico, contribuinte individual, trabalhador avulso e segurado especial. 3.4 Segurado facultativo: conceito, características, filiação e inscrição. 3.5 Trabalhadores excluídos do Regime Geral. 4 Empresa e empregador doméstico: conceito previdenciário. 5 Financiamento da Seguridade Social. 5.1 Receitas da União. 5.2 Receitas das contribuições sociais: dos segurados, das empresas, do empregador doméstico, do produtor rural, do clube de futebol profissional, sobre a receita de concursos de prognósticos, receitas de outras fontes. 5.3 Salário-de-contribuição. 5.3.1 Conceito. 5.3.2 Parcelas integrantes e parcelas não-integrantes. 5.3.3 Limites mínimo e máximo. 5.3.4 Proporcionalidade. 5.3.5 Reajustamento. 5.4 Arrecadação e recolhimento das contribuições destinadas à seguridade social. 5.4.1 Competência do INSS e da Secretaria da Receita Federal do Brasil. 5.4.2 Obrigações da empresa e demais contribuintes. 5.4.3 Prazo de recolhimento. 5.4.4 Recolhimento fora do prazo: juros, multa e atualização monetária. 6 Decadência e prescrição. 7 Crimes contra a seguridade social. 8 Recurso das decisões administrativas. 9 Plano de Benefícios da Previdência Social: beneficiários, espécies de prestações, benefícios, disposições gerais e específicas, períodos de carência, salário-de-benefício, renda mensal do benefício, reajustamento do valor dos benefícios. 10 Manutenção, perda e restabelecimento da qualidade de segurado. 11 Lei n.° 8.212, de 24/07/1991 e alterações posteriores. 12 Lei n.º 8.213, de 24/07/1991 e alterações posteriores. 13 Decreto n.° 3.048, de 06/05/1999 e alterações posteriores; 14 Lei de Assistência Social – LOAS: conteúdo; fontes e autonomia (Lei n° 8.742/93 e alterações posteriores; Decreto nº. 6.214/07 e alterações posteriores).

INSS: Auditoria deve acelerar abertura do novo concurso ainda em 2014




O fato de o Tribunal de Contas da União (TCU) ter se manifestado em relação à necessidade de pessoal no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá acelerar o processo de autorização do concurso. É o que espera o presidente da Associação Nacional dos Servidores da Previdência Social (Anasps), Alexandre Lisboa, que considera inevitável a realização do certame. “O TCU é a instância máxima ligada à fiscalização do país, e creio que uma recomendação dele tem um peso grande. A realização desse concurso é imprescindível, já que a necessidade pessoal no INSS é imensa”, disse o dirigente. 

O tribunal manifestou-se por meio de auditoria, constatando carência de servidores e risco de uma redução considerável do quadro até 2017, já que há um alto número de aposentadorias iminentes. Segundo o ministro-relator, Aroldo Cedraz, a situação representa um risco de colapso no atendimento da autarquia. A auditoria tem respaldo em números informados pelo próprio INSS: no período entre 2010 e abril de 2013 havia uma vacância de 5.054 servidores, sendo 3.253 somente na carreira de técnico do seguro social. Além disso, há mais de 10 mil servidores podendo se aposentar. 

Entre as recomendações do TCU está a de preencher vagas na função de técnico, identificado como área-meio, e na de perito, cargos que serão contemplados nas próximas seleções do instituto. A solicitação do concurso, porém, segue, desde abril, no Departamento de Modelos Organizacionais e Força de Trabalho dos Setores Social e de Desenvolvimento Econômico Produtivo (Desep/Segep), do Ministério do Planejamento. Apesar da demora na autorização, observa-se que o INSS está agindo. Na última quarta-feira, dia 6, a autarquia informou que o pedido para a realização da seleção é para preencher 4.730 vagas, e não mais 3.080, como anteriormente divulgado. 

O instituto refez o pedido, uma vez que fizera a solicitação para a nova seleção no mesmo documento em que requisitara a convocação de excedentes do concurso de analista do seguro social. Por conta disso, o INSS teve que reencaminhá-los em separado ao Planejamento e ampliou as vagas para a abertura do concurso. Foram solicitadas 2 mil vagas de técnico do seguro social, quantitativo que não foi alterado, e 1.150 de perito médico - anteriormente eram 1.080. As outras 1.580 vagas incluídas são para a função de analista do seguro social, cujo concurso está em validade até maio de 2015, podendo ser prorrogada por mais um ano. 

Estudos em dia - O cargo de técnico exige o nível médio e tem remuneração de R$4.400,87, já incluindo auxílio-alimentação e gratificação de atividade executiva e de desempenho de atividades do Seguro Social. Já a função de perito médico requer graduação em Medicina e inscrição no conselho regional da categoria. Os rendimentos são de R$10.056,80, incluindo a gratificação de desempenho de atividade de perícia médica previdenciária. 

Os futuros candidatos não podem descuidar-se dos estudos. Provas de concursos anteriores do INSS são ótimos materiais de estudo. A última seleção para as funções de técnico e perito ocorreu em 2011, sob organização da Fundação Carlos Chagas (FCC). Os candidatos às vagas de técnico, destaque do concurso, responderam a 60 questões, sendo 20 Conhecimentos Gerais (Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática) e 40 sobre Conhecimentos Específicos. 

Fonte: Folha Dirigida

sábado, 9 de agosto de 2014

(CURSO ON-LINE) PACOTÃO POLÍCIA CIVIL DO AMAZONAS


Toda a equipe do SOU CONCURSEIRO E VOU PASSAR deseja agradecer a confiança de centenas de alunos que escolheram estudar com nosso time de professores para Polícia Civil do Amazonas.

A avalanche de alunos adquirindo nosso PACOTE - POLÍCIA CIVIL DO AMAZONAS demonstra que estamos no caminho certo e coloca nosso curso no topo fazendo concorrência com os maiores cursos preparatórios do país.

Nosso maior diferencial é que conseguimos reunir uma verdadeira "TROPA DE ELITE" em nosso corpo docente com professores exclusivos, sem falar no fato de nenhum curso on-line do país possuir um curso especializado para este concurso público como o nosso.

Venha garantir a sua vaga na POLÍCIA CIVIL DO AMAZONAS. Estude com a equipe TROPA DE ELITE, pois os melhores professores estão aqui no SOU CONCURSEIRO E VOU PASSAR:

Professor Fábio Silva - Delegado de Polícia Civil: Direito Constitucional e Direito Administrativo

Professor George Gomes - Delegado de Polícia Civil: Direito Processual Penal

Professor Ivo Martins - Delegado de Polícia Civil: Direito Penal

Professor Fernando Bezerra - Delegado de Polícia Civil: Legislação Especial

Professor Ricardo Gastone - Perito Criminal: Informática

Professor Wanderson: Língua Portuguesa

Professor Leandro: Raciocínio Lógico

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

(PREPAREM-SE) INSS AMPLIA PEDIDO DE CONCURSO PARA 4.730 VAGAS



(Concurso INSS) O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou, nesta quarta-feira, dia 6, que o pedido para a realização de concurso em trâmite no Ministério do Planejamento é maior do que o informado. Está sob análise a solicitação para preencher 4.730 vagas e não mais 3.080 oportunidades, como anteriormente divulgado. A autarquia teve que refazer o pedido, uma vez que fizera a solicitação para a nova seleção no mesmo documento em que requisitara a convocação de excedentes do concurso de analista do seguro social. Por conta disso, o instituto teve que reencaminhá-los em separado ao Ministério do Planejamento e aproveitou para ampliar as vagas para a abertura de concurso. 

As 2 mil vagas para técnico do seguro social não foram alteradas. Já a oferta de médico perito foi ampliada 1.080 para 1.150. As outras 1.580 vagas incluídas são para analista do seguro social. O INSS tem um concurso em validade para essa última carreira, buscando, inclusive, a nomeação de mais candidatos além das 300 oportunidades iniciais. Caso receba autorização para as vagas de analista, o INSS somente poderá realizar a seleção caso a lotação ou as especialidades da carreira forem diferentes das oferecidas do concurso em vigor, conforme estabelece o Decreto nº 6.944/2009. A validade da seleção vai até maio de 2015, podendo ser prorrogada por mais um ano. 

O cargo de técnico do seguro social requer o nível médio e tem remuneração de R$4.400,87 (já estando incluso auxílio-alimentação e gratificação de atividade executiva e de desempenho de atividades do Seguro Social). A função de perito médico exige graduação em Medicina e inscrição no conselho regional da categoria. Os rendimentos são R$10.056,80 (gratificação de desempenho de atividade de perícia médica previdenciária). Já o cargo de analista requer formação superior (várias áreas) e tem rendimentos de R$7.147,12, sendo R$373 de auxílio-alimentação. 

Concurso anteriores – Em 2011, o INSS promoveu concurso para 1.500 vagas de técnico e 375 de médico perito, sob organização da Fundação Carlos Chagas (FFC). A prova objetiva teve 60 questões para os técnicos, sendo 20 Conhecimentos Gerais (Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática) e 40 sobre Conhecimentos Específicos. Já os peritos responderam a 80 perguntas, 30 sobre Conhecimentos Básicos (Português, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Constitucional e Noções de Direito Administrativo) e 50 sobre Conhecimentos Específicos. 

A aprovação esteve condicionada à obtenção de, pelo menos, 30% de acertos em Conhecimentos Gerais, 30% em Conhecimentos Específicos e 40% do total de pontos da prova. Os peritos ainda passaram por uma avaliação de títulos. Para os analistas, o processo seletivo, finalizado neste ano, foi composto por uma prova objetiva, com 70 questões. Foram aprovados os candidatos que obtiveram o mínimo de pontos estabelecido para cada disciplina. 

Devido ao déficit, abertura do concurso é considera inevitável 

A abertura do concurso para o INSS é considerada inevitável por especialistas previdenciários e pela Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social (Anasps). Os motivos são o grande déficit de pessoal, o crescente número de aposentadorias e a necessidade de se contratar pessoal para conseguir promover o plano de expansão de agências pelo país. Segundo a Anasps, existem atualmente mais de 10 mil servidores com idade para se aposentar, mas que só não o fazem porque recebem um abono de permanência. O Tribunal de Contas da União (TCU), após promover recente auditoria na autarquia, orientou o INSS a tomar providências para reverter a situação. 

O ministro-relator do TCU, Aroldo Cedraz, salientou que a situação “representa um risco de colapso no atendimento aos usuários do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), caso venha a ocorrer um movimento em massa de solicitações de aposentadoria, resultado de eventuais mudanças no cálculo da referida gratificação”. Entre as recomendações do TCU está a de se preencher vagas na função de técnico, identificado como área-meio, e na de perito, cargos que serão contemplados nas próximas seleções do instituto. O próprio INSS reconhece o déficit de pessoal e o grande número de aposentadorias previstas. Em nota técnica recentemente enviada ao Ministério do Planejamento, a autarquia revelou que, entre os anos de 2010 e 2013 (até abril), ocorreram 5.054 vacâncias, sendo 3.253 no cargo de técnico, 482 no de analista e 1.219 no de perito médico. 

Fonte: Folha Dirigida