sexta-feira, 3 de julho de 2015

Técnico do INSS tem inicial ainda mais atrativo: R$5.259 mensais


A onda de notícias para os interessados em surfar no já autorizado concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é pra lá de animadora, positiva

Depois da autorização formal de 800 vagas para técnico (nível médio) e de 150 para analistas (para graduados em Serviço Social), o setor de RH da autarquia atualizou, nesta quinta (2 de julho), os vencimentos iniciais pagos a ambas as funções. Atualmente, técnicos do seguro social recebem R$5.259,87 mensais, enquanto analistas ganham R$7.869,09. Até então, as cifras divulgadas eram de R$4.620,91 e R$7.504,45, respectivamente. Os novos valores representam um ganho real de R$638,96 (+12%) no caso dos técnicos e de R$364,64 (+4,6%) para os analistas. Fato que tornará o concurso ainda mais atraente e que, por certo, servirá de incentivo para que um número maior de concorrentes mergulhe de cabeça na disputa pela oportunidades abertas.

A autorização das 950 vagas para o INSS ocorreu na última segunda, 29 de junho, por meio de publicação de portaria do Ministério do Planejamento no Diário Oficial da União. Também nesta quinta, a assessoria da autarquia confirmou que os preparativos para o concurso, que terá âmbito nacional, já foram iniciados. "Independentemente do número de vagas solicitadas pelo Instituto, o quantitativo autorizado é definido pelo MPOG de acordo com o seu planejamento e calendário. Todas as 950 vagas - tanto as de técnico quanto as de analista, portanto - serão destinadas à lotação nas agências da Previdência Social, nas diversas regiões do país. O INSS ainda está concluindo o mapeamento interno necessário à identificação daquelas localidades com maior carência de pessoal e, por isso, ainda não há informação disponível sobre a distribuição das vagas". 


Para auxiliar na preparação dos interessados em ingressar no INSS, o Sou Concurseiro e Vou Passar disponibiliza um acervo de + 200 vídeos, com aulas e resolução de questões das disciplinas cobradas nas provas do cargo de técnico do seguro social. Quer acelerar seus estudos? Então, acesse AQUI. 

segunda-feira, 29 de junho de 2015

(NOTÍCIA BOMBÁSTICA) INSS é autorizado a realizar concurso para 950vagas


Serão 800 vagas para técnico e 150 para analista do seguro social. Edital deve ser publicado até dezembro deste ano. 
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi autorizado a realizar um novo concurso para um total de 950 vagas. A autorização foi dada pelo Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG) por meio da portaria nº 251 publicada no "Diário Oficial da União" desta segunda-feira (29).
INSS vai transferir médicos para unidade que teve fraude em ponto (Foto: Reprodução EPTV)
INSS (Foto: Reprodução/EPTV)
Serão 800 vagas para técnico do seguro social (nível médio) e 150 para analista do seguro social (nível superior).
O último concurso do INSS foi realizado em 2013 e ofereceu 300 vagas para o cargo de analista do seguro social. O salário foi de R$ 7.147,12. A organizadora foi a Funrio. A seleção teve as provas reaplicadas depois que alguns candidatos tiveram problemas de insuficiência de cadernos de provas e confusão em locais de provas. O resultado final doi divulgado em amio de 2014.
Para técnico, o último concurso foi em 2011 quando foram abertas 1.500 vagas para o cargo. Nesta seleção, também foram oferecidas 375 vagas para o cargo de perito médico previdenciário.
O provimento dos cargos está condicionado à existência de vagas na data de publicação do edital  de abertura de inscrições para o concurso público; e à declaração do respectivo ordenador de  despesa sobre a adequação  orçamentária  e financeira  da  nova  despesa com  a  Lei Orçamentária Anual e a sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados.
O prazo para a publicação do edital de abertura do concurso público será de até 6 meses, contado da data de publicação desta Portaria, ou seja, até dezembro de 2015.


terça-feira, 23 de junho de 2015

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL solicita novo concurso com 1,5 mil vagas


Salário inicial da carreira é de R$ 6.418,25. Ao todo, existem 13,1 mil cargos de policiais e 10,1 mil estão preenchidos.


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) solicitou ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) a abertura de um novo concurso para o preenchimento de 1,5 mil vagas. O pedido foi feito no fim de maio.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Rodoviária Federal, essas vagas já existem desde 2011, quando foram criados 3 mil novos cargos. Ao todo, existem 13.098 cargos de policiais rodoviários federais, sendo que 10.067 estão preenchidos. O subsídio inicial da carreira é de R$ 6.418,25 e mais R$ 373 de auxílio alimentação. Para ingresso no cargo, atualmente, é exigido nível superior completo em qualquer área.

A Polícia Rodoviária Federal está com dois concursos em andamento. O primeiro oferece 1 mil vagas de policial. No total, 109.769 candidatos se inscreverem (109,77 por vaga). A abstenção (índice de faltosos) na prova foi de 19,7% - cerca de 22 mil inscritos não compareceram, uma concorrência média de 88 candidatos por vaga. Do total das vagas, 5% das vagas (50) serão reservadas para pessoas com deficiência.

O último concurso foi realizado em 2009 e foram preenchidas 1.500 vagas.

O segundo oferece 216 vagas para agente administrativo, porém, as etapas estão suspensas até que a investigação sobre problemas que ocorreram durante a aplicação das provas objetivas, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, seja concluída. A informação foi publicada na página oficial da corporação no Facebook. Ao todo, 259.136 candidatos se inscreveram, concorrência média de 1.199 pessoas por vaga.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO AMAZONAS deve lançar concurso com 75 vagas para nível médio neste ano


Edital deve ser lançado no 2º semestre; oportunidades serão para nível médio. Salários devem variar entre R$ 2.300 e R$ 2.400, segundo o órgão.


O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) deve realizar um concurso público este ano. O anúncio foi feito pelo procurador geral de Justiça, Fábio Monteiro, nesta quinta-feira (26), no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), durante a apresentação do Relatório Anual de 2014 do órgão. Segundo a assessoria de comunicação do MP, o edital, que deve ser lançado no segundo semestre, vai disponibilizar 75 vagas. 

As oportunidades serão voltadas a quem tem formação de nível médio. O objetivo do MPE-AM é atender à demanda dos municípios do interior do estado. Conforme a assessoria de comunicação, os salários devem variar entre R$ 2.300 e R$ 2.400. Os cargos devem oferecer ainda auxílio-alimentação.
Resultados
Durante a sessão na Aleam, o Fábio Monteiro apresentou uma compilação de informações das atividades realizadas pelo MPE-AM no ano passado.

De acordo com a assessoria de comunicação da Casa Legislativa, o procurador geral de Justiça afirmou que a gestão do MP tem o objetivo de aproximar as atividades do órgão às necessidades da população. Uma das ações do Ministério Público do Estado é a implantação de promotorias e designação de promotores de justiça a todas as cidades do Amazonas.

INSS: Servidores confirmam greve e cobram concurso público com urgência


A Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social (Anasps) confirmou que a partir do dia 7 de julho a Previdência Social, o que inclui o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), entrará em greve, sem data para voltar aos trabalhos. A confirmação se deu após o presidente da Anasps, Alexandre Lisboa, reunir-se com os presidentes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS), Sandro Alex de Oliveira Cezar, do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social (Sindsprev) de Alagoas, Célio dos Santos, e do Sindsprev de Pernambuco, Irineu Messias.
 
A Anasps apresentou ainda sua pauta de reivindicações. Nela constam, além do reajuste da remuneração e da incorporação das gratificações nas aposentadorias e pensões, a realização do concurso do INSS em análise no Planejamento, devido às iminentes aposentadorias. O INSS solicita ao Ministério do Planejamento 4.730 vagas, sendo 2 mil de técnico do seguro social, de nível médio, 1.580 de analista do seguro social, de nível superior, e 1.150 de perito médico, para graduados em Medicina. Os rendimentos são de R$4.620,91 para técnico, R$7.504,45 para analista e R$10.559,64 para perito.
 
De acordo com Alexandre Lisboa, a necessidade de pessoal do instituto deve ser levada em conta pelo governo, apesar do atual cenário econômico. A carência apontada pelo dirigente sindical foi revelada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Segundo o maior órgão de fiscalização do país, há necessidade de mais de 5 mil servidores e mais de 10 mil em condições de se aposentar. Por isso, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, revelou prioridade da pasta ao concurso do instituto. No entanto, isso ainda não se transformou em autorização. A pressão pela seleção da autarquia, portanto, aumenta cada vez mais.
 
Além dos sindicatos, deputados federais também fazem cobranças. Chico Alencar (Psol-RJ) e Simone Morgado (PMDB-PA) se sensibilizaram com a questão e enviaram ofícios ao Ministério do Planejamento, solicitando prioridade e o aval imediato. Chico Alencar alega que disso depende o prosseguimento da redução da desigualdade social no país, e seu documento tem as assinaturas de outros 21 parlamentares. Simone Morgado preocupa-se com o seguro defeso dos pescadores no Pará, que começará em novembro, sem que haja servidores para os atendimentos. Ainda não houve respostas para os ofícios. 

FONTE: FOLHA DIRIGIDA

POLÍCIA FEDERAL: Solicitação de 558 vagas para delegado e perito segue em análise


Prossegue em análise, desde o fim de maio, na coordenação da Secretaria de Gestão Pública do Ministério do Planejamento, o processo que trata da consulta de disponibilidade orçamentária para a realização do concurso para 558 vagas da Polícia Federal (PF). O departamento planeja abrir, se possível, ainda este ano, 491 vagas de delegado e 67 de perito, cargos de nível superior, com remuneração inicial de R$17.203,85.

Para o cargo de delegado, a formação superior necessária é o bacharelado em Direito. Além disso, também é necessário possuir experiência mínima de três anos em atividade jurídica ou policial. Já para perito, o curso superior exigido varia conforme a área de atuação (são 18 áreas possíveis, algumas admitindo formação em diferentes cursos). Em ambos os casos, é preciso possuir ainda carteira de habilitação, na categoria B em diante. Pela política adotada pela PF, a lotação inicial dos concursados será prioritariamente em áreas de fronteira. O reforço dessas regiões é, inclusive, um compromisso da presidente Dilma Rousseff, o que pode acelerar a liberação do concurso.
 
Desde o fim do ano passado, com a edição do Decreto 8.326, a PF não precisa de autorização do Planejamento para realizar concursos para cargos policiais. Para isso, basta que 5% das vagas do respectivo cargo estejam ociosas. Outra possibilidade é por determinação do ministro da Justiça, conforme a necessidade. Ao Planejamento, cabe agora apenas a confirmação de verba para o preenchimento das vagas. O último concurso para delegado e perito aconteceu em 2012 e foi organizado pelo Cespe/UnB.

FONTE: FOLHA DIRIGIDA

segunda-feira, 22 de junho de 2015

MINISTÉRIO TRABALHO E EMPREGO (MTE): Pedido de concurso para auditor segue rumo à autorização


O processo que trata do pedido de concurso para auditor-fiscal do Trabalho feito pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) segue caminhando no Ministério do Planejamento rumo à autorização. A solicitação chegou à Secretaria de Orçamento Federal no último dia 16, e o esperado é que de lá siga para os setores que compõem a reta final da tramitação, com a permissão sendo concedida muito em breve. Deverão ser autorizadas 847 vagas. O cargo de auditor do trabalho é aberto àqueles que possuem o ensino superior completo em qualquer área. A carreira proporciona estabilidade (contratações pelo regime estatutário) e ganhos iniciais de R$16.116,64, já com o auxílio-alimentação incluído, no valor de R$373. Em documento enviado ao MTE no ano passado, o Planejamento apontou que o preenchimento das vagas seria feito de forma escalonada, em 2015, 2016 e 2017. Dessa forma, a tendência é que a seleção seja aberta logo após a autorização, a fim de viabilizar as nomeações ainda este ano. O déficit de auditores é da ordem de mais de 5 mil servidores.
 
Apoio - O MTE também possui pedido em análise no Planejamento visando à realização de concurso para a área de apoio. Nesse caso, a solicitação é de 1.177 vagas, sendo 951 para agente administrativo, que exige apenas o ensino médio completo e garante iniciais de R$3.442,22 (também com o auxílio). As outras 226 vagas deverão ser todas para cargos de nível superior, com iniciais de R$4.888,02. Nas duas últimas seleções, as chances foram para administrador, contador e economista. O objetivo do MTE é realizar o concurso no segundo semestre do ano que vem. Com isso, àqueles que iniciarem desde já a sua preparação terão a possibilidade de ampliar as chances de aprovação. Em função da programação do ministério, a expectativa é que a seleção seja autorizada pelo Planejamento no início do ano que vem.

FONTE: FOLHA DIRIGIDA

FUNASA: Órgão espera 448 vagas para vários estados


Desde o último dia 29, tramita no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) o pedido de concurso da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), vinculada ao Ministério da Saúde, para 448 vagas, sendo 251 de agente administrativo, de nível médio, e 197 em funções que exigem curso superior. A solicitação encontra-se na Coordenação Geral do Setor Social do MPOG. Segundo o coordenador-geral de Recursos Humanos da Funasa, Joselias Pereira, o objetivo é contemplar vários estados, incluindo o Rio de Janeiro, onde há uma superintendência do órgão.
 
Ainda de acordo com ele, em declaração feita no dia 12 deste mês, as vagas de nível superior destinam-se aos cargos de administrador, arquiteto, geólogo, contador, economista, engenheiro, bioquímico e farmacêutico. Para agente administrativo, de nível médio, a remuneração é de R$3.817. Já no nível superior, os rendimentos são de R$5.519. Os valores incluem o auxílio-alimentação, de R$373. As contratações ocorrerão pelo regime estatutário. Além da estabilidade, a seleção traz a possibilidade de ocupar um cargo de importante papel social, já que a Funasa é responsável por promover a inclusão social por meio de ações de saneamento para prevenção e controle de doenças.

Especialistas da área de concursos acreditam que o programa não terá inclusão ou exclusão de disciplinas, apenas atualizações. Portanto, a base de estudos é o edital anterior, de 2009. Na ocasião, os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, discursivas e de títulos, a depender da escolaridade, em todas as capitais do país. A seleção foi organizado pela Cesgranrio. O primeiro exame (objetivo) foi composto por questões de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Quantitativo, Informática Básica, Direito Constitucional, Administrativo, Ética na Administração Pública, Estatuto e Regimento Interno da Funasa, Noções sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) e conhecimentos específicos. A segunda etapa (discursiva) foi constituída por uma redação, para nível médio, e duas questões específicas, para nível superior.

Além desse concurso, a Funasa fez, em 2013, uma seleção para 336 temporários, com validade de contratação até o fim deste ano, não podendo haver prorrogação, devido a uma decisão judicial que proíbe o órgão de admitir mais aprovados, bem como renovar os contratos. Na ocasião, o Ministério Público Federal (MPF) entendeu que não há mais necessidade de serviços públicos temporários, e sim de profissionais permanentes.

domingo, 21 de junho de 2015

LANÇAMENTO - APLICATIVO SOU CONCURSEIRO E VOU PASSAR - CURSO GRATUITO DE CONSTITUCIONAL MEMORIZADO COM PROFESSOR FÁBIO

LANÇAMENTO - APLICATIVO SOU CONCURSEIRO E VOU PASSAR

CURSO GRATUITO DE CONSTITUCIONAL MEMORIZADO COM PROFESSOR FÁBIO
Acabamos de liberar o aplicativo do Sou Concurseiro e Vou Passar com publicações gratuitas e semanais de apostilas, vídeoaulas, questões e muito mais.
Baixe agora mesmo: App Store (IOS) ou Google Play (Android).



sexta-feira, 19 de junho de 2015

BANCO DO BRASIL: Edital fica para final do ano, informações oficiais do banco


Arquivo
O setor de Recursos Humanos do Banco do Brasil (BB) informou que o edital do concurso de escriturário, que incluirá as regiões Norte, Sudeste e Sul do país, muito provavelmente será publicado no fim deste ano. Ainda de acordo com o departamento, o mês preciso de publicação do documento está em definição. O Sindicato dos Bancários, porém, afirmou que a previsão inicial do BB é divulgar as regras da seleção em novembro. No momento, o banco concentra esforços no estudo de quantas vagas imediatas haverá, além do quantitativo a ser ofertado em cadastro de reserva.

O banco já havia informado que o edital será publicado após o dia 26 de setembro, quando expira o prazo de validade do concurso atual para os mesmos estados. A postura da empresa proporciona mais tempo de preparação aos interessados, que devem aproveitar a divulgação antecipada da seleção para intensificar os estudos, tendo em vista a alta concorrência, tradicional do BB.

O atraso se deu devido ao acordo com o Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT-DF), que delimita vagas imediatas nos próximos concursos do banco. Os preparativos, no entanto, estão bem adiantados. É que, devido à previsão inicial de divulgação do edital em maio ou junho, o BB já tem definida a organizadora, a Fundação Cesgranrio, e a estrutura da seleção. Além disso, o programa deverá ser o mesmo do concurso anterior para 15 estados.

Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, com 70 questões, e redação. A primeira terá 25 questões de Conhecimentos Básicos (cinco de Atualidades do Mercado Financeiro, dez de Língua Portuguesa e dez de Raciocínio Lógico) e 45 de Conhecimentos Específicos (cinco de Cultura Organizacional, cinco de Domínio Produtivo da Informática, cinco de Inglês, dez de Atendimento, dez de Técnicas de Vendas e dez de Conhecimentos Bancários). A redação, por sua vez, será do tipo dissertativo-argumentativo.

O cargo de escriturário exige o nível médio e proporciona remuneração inicial de R$3.280, incluindo vencimento de R$2.227,26, ajuda-alimentação de R$572, vale-refeição de R$431,16 e vale-cultura de R$50. Os funcionários do banco ainda têm direito a participação nos lucros ou resultados, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência, plano odontológico, assistência médica (planos de saúde), previdência privada e participação no Programa de Qualidade de Vida no Trabalho. O concurso será destinado ao Rio de Janeiro, Amazonas (parte do estado), Espírito Santo, Minas Gerais (parte), Rio Grande do Sul e Santa Catarina (parte).