segunda-feira, 22 de junho de 2015

MINISTÉRIO TRABALHO E EMPREGO (MTE): Pedido de concurso para auditor segue rumo à autorização


O processo que trata do pedido de concurso para auditor-fiscal do Trabalho feito pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) segue caminhando no Ministério do Planejamento rumo à autorização. A solicitação chegou à Secretaria de Orçamento Federal no último dia 16, e o esperado é que de lá siga para os setores que compõem a reta final da tramitação, com a permissão sendo concedida muito em breve. Deverão ser autorizadas 847 vagas. O cargo de auditor do trabalho é aberto àqueles que possuem o ensino superior completo em qualquer área. A carreira proporciona estabilidade (contratações pelo regime estatutário) e ganhos iniciais de R$16.116,64, já com o auxílio-alimentação incluído, no valor de R$373. Em documento enviado ao MTE no ano passado, o Planejamento apontou que o preenchimento das vagas seria feito de forma escalonada, em 2015, 2016 e 2017. Dessa forma, a tendência é que a seleção seja aberta logo após a autorização, a fim de viabilizar as nomeações ainda este ano. O déficit de auditores é da ordem de mais de 5 mil servidores.
 
Apoio - O MTE também possui pedido em análise no Planejamento visando à realização de concurso para a área de apoio. Nesse caso, a solicitação é de 1.177 vagas, sendo 951 para agente administrativo, que exige apenas o ensino médio completo e garante iniciais de R$3.442,22 (também com o auxílio). As outras 226 vagas deverão ser todas para cargos de nível superior, com iniciais de R$4.888,02. Nas duas últimas seleções, as chances foram para administrador, contador e economista. O objetivo do MTE é realizar o concurso no segundo semestre do ano que vem. Com isso, àqueles que iniciarem desde já a sua preparação terão a possibilidade de ampliar as chances de aprovação. Em função da programação do ministério, a expectativa é que a seleção seja autorizada pelo Planejamento no início do ano que vem.

FONTE: FOLHA DIRIGIDA