terça-feira, 22 de julho de 2014

Confirmada a data da publicação do edital da Polícia Civil do Amazonas


Futuros Policiais Civis do Amazonas, ao questionar o Governador do Estado, José Melo, sobre a realização do concurso público para Polícia Civil do Amazonas, recebemos a resposta para aguardar alguns dias e a resolução de certas definições por parte do governo e da polícia civil e que entrariam em contato conosco. 

Confesso para todos vocês que achamos que este contato nunca iria acontecer, contudo, para nossa surpresa fomos informados que provavelmente o edital seja publicado em SETEMBRO de 2014, antes da eleição de primeiro turno.

O próprio governador José Melo anunciou em várias oportunidades que faria o concurso público da Polícia Civil, ou seja, realizando este certame estará cumprindo com o que foi prometido em vários veículos de imprensa (veja vídeo):



Toda a Polícia Civil do Amazonas clama pela realização deste certame com a máxima urgência, haja vista a instituição foi esquecida pelo projeto Ronda nos Bairros, acontecendo a inauguração de várias novas delegacias sem aumento do efetivo policial.

Outro ponto importante era o baixo salário dos policiais civis, sendo que a Polícia Civil sempre perdeu  muitos servidores para outros órgãos que realizaram concursos públicos nos últimos anos como o Tribunal de Justiça do Amazonas, Ministério Público do Amazonas e Tribunal de Contas do Amazonas. Hoje a Polícia Civil do Amazonas conta com um dos melhores salários do Brasil, boa estrutura com viaturas e delegacias novas, faltando apenas o ser humano (o policial).

A expectativa da realização do concurso público para Polícia Civil do Amazonas está gerando um grande alvoroço entre candidatos do próprio Estado do Amazonas, bem como de candidatos do restante do país. Fóruns de discussão como ForumConcurseiros e CorreioWEB demonstram que a concorrência será super acirrada.

O número de vagas a ser oferecido no próximo concurso público da Polícia Civil do Amazonas chegará a 548 novos policiais, sendo 340 investigadores, 129 escrivães, 40 peritos e 39 delegados.